Cementerio General de Santiago

Bom Dia!

Hoje vou contar a história e mostrar algumas imagens do Cementerio General de Santiago (Cemitério Geral de Santiago), umas das mais importantes necrópoles da América Latina e uma das maiores do mundo. Está localizado na comuna de Recoleta, possui 86 hectares e cerca de 2 milhões de pessoas sepultadas.

Histórico

Os desejos da criação de um cemitério público já existiam desde 1811. Mas somente após a Proclamação da República (ocorrida em 1818) que o Senado chileno aprova a criação do Cementerio General, em agosto de 1819.

1880 - Chile - Santiago - Cementerio General - Memoria Chilena
Aspecto do antigo portal de entrada do Cementerio General de Santiago. Foto da primeira metade do século XIX. Acervo da Biblioteca Nacional de Chile
800px-Ohiggins
Bernardo O’Higgins Riquelme, o Diretor Supremo do Chile e responsável pela abertura do Cementerio General. s/d

 

 

O cemitério foi finalmente inaugurado em 09 de dezembro de 1821 pelo Diretor Supremo (também considerado “El Libertador”) Bernardo O’Higgins Riquelme. A construção do cemitério, foi possível graças à transferência de direitos minerários de gelo para sorveterias.

Originalmente os protestantes, chamados na época de dissidentes, não podiam ser enterrados no cemitério público, somente em 1854 é criado no local um espaço para eles, chamado de “Patio de los Dissidentes No. 1”.

 

1930 - Chile - Santiago - Cementerio General - Memoria Chilena

Praça da Paz, Monumento “Al Dolor” e portal de entrada do Cementerio General de Santiago, c. 1930. Acervo da Biblioteca Nacional de Santiago

O Decreto de Cemitérios de 1871 estabelece a sepultura sem distinção de credo e um espaço devidamente separado é criado para os dissidentes e permite também a criação de cemitérios laicos com fundos fiscais ou municipais, que deviam ser controladas pelo Estado ou Município. Em 02 de agosto de 1883 é promulgada a lei dos cemitérios públicos (como parte das leis seculares) sob a presidência de Domingo de Santa María González. Estabelece a administração de cemitérios públicos pelo Estado ou Município e remove qualquer administração eclesiástica, a não discriminação no enterro dos mortos, além de proibir o enterro em razão das igrejas.

Em sua rica arquitetura destacam-se mausoléus de estilo grego, mesoamericano, gótico, mourisco, egípcio, entre outros, bem como esculturas, vitrais e jardins que fazem do cemitério um patrimônio cultural de grande valor.

Dentro do Cementerio General estão localizados o Cementerio Parque Las Encinas, e ao redor, o Cementerio Católico e o Cementerio Judaico de Santiago.

 

1899 - Chile - Santiago - Rua do Cementerio General - Memoria Chilena
Uma das ruas internas do Cementerio General, c. 1899. Acervo da Biblioteca Nacional de Chile
1910 - Chile - Santiago - Rua do Cementerio General - Memoria Chilena
Uma das ruas internas do Cementerio General, c. 1910. Acervo da Biblioteca Nacional de Chile

Visita

Estive no local em julho/2016 e confesso que fiquei impressionado.
Não entrei pelo portão principal, como fui de metrô, desci na Estação Cementerios (Linha 2) que tem sua saída em um portão secundário e tentando me localizar, fui abordado por um segurança que muito solícito, me deu um mapa do local.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Entrada principal do Cementerio General. O monumento em destaque se chama “Al Dolor” e foi erigido em memória as vítimas do incêndio da Igreja da Companhia de Jesus ocorrido em dezembro de 1863, onde faleceram mais de 2000 pessoas.
GEDSC DIGITAL CAMERA
Detalhe aproximado do portal de entrada.

Diferente dos cemitérios de São Paulo, onde as ruas são numeradas, aqui as ruas dos cemitério tem nomes, que com o mapa, facilitou e muito o descolamento e a localização lá dentro. O cemitério é bem sinalizado, em alguns pontos existem placas que orientam a direção de determinado túmulo e o tempo de deslocamento até ele.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Jazigo em formato de capela, pertencente a Família Hirane.

Como o cemitério é enorme, caminhei apenas pelas rotas principais e seguindo os pontos de interesse apontados no mapa, e o que pude perceber é que o local é muito bem preservado. Não vi nenhum jazigo que aparentava ter sido vandalizado ou furtado, um ou outro apresentava características de abandono. Como não caminheiro com o objetivo de “me perder”, não vi tantas obras de arte tumular (apesar de existirem diversas), mas o que chamou a atenção lá são os mausoléus: gigantescos, lindos, é uma verdadeira “cidade dos mortos”.

Se você esteve em Santiago e caminhou por aqui, com certeza vai encontrar muitos dos nomes que viu pela cidade aqui: Lastarria, Baquedano, O’Higgins, Montt, Errazuriz, Vicunã Mackena e muitos outros. Grande parte das personalidades histórias chilenas estão sepultadas nesse cemitérios e quase todos seus ex-presidentes com exceção de Gabriel González Videla e Augusto Pinochet.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Uma das muitas “calles” do Cementerio General.
GEDSC DIGITAL CAMERA
O cemitério é a última morada de ricos e pobres, mas o que mais se vê, pelo menos onde estive, são os opulentos mausoléus dos mais abastados.
GEDSC DIGITAL CAMERA
Uma das muitas “calles” do Cementerio General.
GEDSC DIGITAL CAMERA
Mais opulência.

Alguns sepulcros mais interessantes, tanto em sua composição arquitetônica, como pela personalidade que ali descansa, serão abordados em publicações futuras.Se você é um amante das histórias, memórias e curiosidades cemiteriais e estiver em férias ou com tempo extra em sua passagem por Santiago, visite o Cementerio General, é um passeio e tanto.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Logo na entrada, algo pouco comum nos cemitérios brasileiros, são esses pavilhões, alguns esses tem pelo menos três andares. Neles, centenas de nichos e gavetas. Tinha um “edifício” em construção que por descuido não fotografei, mas era um pavilhão desses, mas tinha uns 7 andares!!! 
GEDSC DIGITAL CAMERA
Detalhe da arte tumular de um jazigo.
GEDSC DIGITAL CAMERA
Mausoléus desse tamanho são comuns em diversas ruas do cemitério.
GEDSC DIGITAL CAMERA
Mais um dos muitos mausoléus neoclássicos.
GEDSC DIGITAL CAMERA
E seus ricos e tristes detalhes. O leão geralmente simboliza poder e ressurreição. Sua figura sugere proteção ao túmulo em que estiver esculpido. Também recorda a coragem e determinação das almas que eles abrigam.

Fontes:
https://es.wikipedia.org/wiki/Cementerio_General_de_Santiago
http://www.cementeriogeneral.cl/
http://www.memoriachilena.cl/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s